Confiar

Minha filha Clara é como toda criança: adora brincar! Por isso me diz de vez em quando: “papai, eu num quero dormir não!”  Quantos de nós adultos não daríamos tudo por uma caminha!? Elas que estão certas em viver tão intensamente essa maravilhosa época da vida. Pra quê dormir?

 A mãe está viajando e ontem a noite fomos eu e a Clara a uma pizzaria onde tem um parquinho, desses que as crianças entram em tubos, saem do outro lado e descem pelo escorregador a mil. Assim que chegamos ela já fez amizade com uma menininha, o que me fez lembrar de um trecho dos “Estatutos do Homem” do poeta amazonense, Thiago de Mello:

 (…)

 “O homem, confiará no homem

como um menino confia em outro menino.” (…)

 Há muitos anos conheço esse poema e desde que li pela primeira vez essas palavras, percebi que ali havia algo especial.

Então, minha filha correu, pulou, brincou com sua nova amiguinha, como se conhecessem há tempos. De vez em quando chegava perto de mim pra comer uma batatinha frita, ou beber um gole de suco.  

 Aí acordamos hoje com esse tempo bonito aqui em Belo Horizonte, sol radiante em toda sua majestade, clareando nossa vida, iluminando nossos passos!

 A Clara levantou cedinho e ficamos a conversar:

 _ Papai eu quero ir no parquinho todos os dias, tá bom?!”

 _ Todos os dias filha?

 _ Sim!

 _ Mas você vai se cansar de ir lá!

 _ Num vô não, papai!

janeiro de 2011. 

Um abraço.

 Pra quem ainda não leu os Estatutos do Homem recomendo escutar no You Tube na voz do grande poeta.

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s