Malabares

“Os anjos de onde vem
sua vida
bem-vinda
a trilha…
Os livros não são sinceros
Quem tem Deus como Império,
no mundo não está sozinho
Ouvindo sininhos…”

Magamalabares. Marisa Monte

Leio tantas teorias e elas me fascinam. A tentativa de encerrar a verdade entre palavras, capturá-la como se estivéssemos de posse de uma poderosa chave… construções teóricas que falam como as coisas são, mergulhos no universo da existência, “vastas emoções, pensamentos imperfeitos”. Como gosto de teorias.. mas são as imagens que trazem para mais perto de mim, o verdadeiro.

Dirigia meu carro pelas ruas de Belo Horizonte. O sinal fechou. Um homem e uma mulher jogavam para o alto e para os lados suas lindas clavas douradas, enquanto conversavam atentamente com a maior naturalidade. Nem me arrisco imaginar o que diziam um para o outro. Assim que encerraram aqueles pequenos gestos sublimes, a mulher estendeu uma das mãos em direção ao malabarista, numa bela reverência, como se falasse: ele é o grande artista! Palmas! Em seguida foram em direção aos carros, em silêncio. Era como se perguntassem: uma moeda, uma moeda, uma moeda?! E não havia havia ali cobrança alguma. Numa fração de segundos, meu olhar cruzou com o olhar alegre da malabarista, sua face iluminada por alguma luz. Ela seguiu em frente saltitante. Sinal verde. Talvez não os veja mais, mas ficarão em minhas memórias o brilho dourado das clavas girando em harmonia, o olhar dessas pessoas e o cruzamento onde tudo aconteceu. Seguimos pela vida…

A poesia inspira e nos faz respirar!

Eduardo

10/01/12 

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s