A vida pede passagem

“Eu vi um menino correndo, eu vi o tempo…”

Força Estranha. Caetano Veloso.

No meio daquele trânsito, entre faróis acesos, o menininho estendeu suas mãozinhas para frente em sinal de pare: a vida pede passagem. Por entre os carros ele caminhou ligeiro e assustado, de mãos dadas com sua mamãe. O ônibus em que eu estava parecia um dragão feroz…

Como estão barulhentas as cidades, você não acha? E tudo, é uma simples questão de regular os motores e, claro, os humores. O trânsito pode adoecer as pessoas e está na hora de aprendermos a correr com sabedoria, economizando toda energia que pode nos fazer sentir mais felicidade e harmonia.

A vida pede passagem. Por isso, acelere apenas o necessário… O tempo nos ensina que existe uma hora para tudo, basta apenas que você faça uma coisa de cada vez. Não tente voltar para casa carregando todo o peso de um dia.

Descanse, ande. Olhe para os lados e para a frente. Olhe pra você mesmo.

Eduardo

05/10/03.

Anúncios

One Comment on “A vida pede passagem”

  1. Olá, Eduardo!
    Hoje, dia 31/08 é o Dia do Blog. Indiquei o seu, pois gosto muito de vir aqui e por isso compartilho com aqueles que acessam o meu. Um grande abraço, Paz e Luz pra você!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s