Pequenas felicidades

Pequenas felicidades

Lembrei-me hoje de um pequeno poema do dramaturgo alemão Bertold Brecht e que se chama Felicidade. Ele começa assim:

 “O primeiro olhar da janela, de manhã

O velho livro perdido e reencontrado

Rostos animados

A neve, a sucessão das estações… e termina dizendo: ser camarada!

Cada um de nós também pode fazer “sua lista de pequenas felicidades”. Uma delas, para quem já a experimentou, é colher fruta no pé e, claro, saborear ali mesmo tanta gostosura!

 Que possamos saborear mais cada instante da vida!

Eduardo Augusto

31/01/14

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s