Dentro de um abraço

abracoHoje pela manhã ganhei um abraço do dono da banca de revistas. Sua genuína atitude me fez muito bem!

Lembrei-me de uma linda crônica da Martha Medeiros. Reproduzo um trecho que já postei aqui.

” (…) Onde afinal é o melhor lugar do mundo?

Meu palpite: dentro de um abraço.

Que lugar melhor para uma criança, para um idoso, para uma mulher apaixonada, para um adolescente com medo, para alguém solitário? Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve.

Que lugar melhor para um recém-nascido, para um recém-chegado, para um recém-demitido, para um recém contratado? Dentro de um abraço nenhuma situação é incerta, o futuro não amendronta, estacionamos confortavelmente em meio ao paraíso. (…) Dentro de um abraço voz nenhuma se faz necessária, está tudo dito.

Martha Medeiros. Feliz por Nada. Ed. L&PM. Crônica: Dentro de um abraço.

Eduardo

23/04/14

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s