Um raio vívido

circulos concentricos

Eu estava no aeroporto. Uma menininha loirinha, de uns dois anos de idade, de cabelos cacheados e vestida com uma camisa amarela do Brasil, corria de lá para cá com toda alegria. Seus pais e seus avós a acompanhavam, sem cercear sua liberdade e ela era acolhida por eles.

Convenhamos, aeroportos são lugares frios, onde quase não há trocas e pessoas pouco se olham; ainda mais, nestes tempos tecnológicos.

O nome do nosso país em letras verdes… Nessa hora me lembrei dos versos: “Brasil, um sonho intenso, um raio vívido, de amor e de esperança à terra desce”…

Tive vontade de entrar naquele círculo, perguntar o nome da criança, quem sabe, dizer umas poucas palavras, agradecer. Eu havia me esquecido que já estava num círculo.

31/08/15

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s