Senhas

Estou começando a desistir de querer gravar minhas senhas. Não porque eu tenha uma memória ruim! São tantos números, letras e estabelecimentos…

Escutei algumas vezes o Rubem Alves dizer um verso da Adélia Prado de que ele gostava muito, e que só ele dizia com toda aquela solenidade:

“Aquilo que a memória amou fica eterno”.

Sim, não é possível amar minhas senhas!

Não bastasse isso, também comecei a me esquecer qual é o usuário! Sou eu, sou eu! Eduardo_ Augusto? Ou Edu_1984… ou será 1985? O aniversário do meu pai ao contrário + o antigo número de telefone da nossa casa? Não me lembro!

Que eu não me veja em apuros quando mais precisar! Senhas

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s